O presidente do FX, John Landraf, afirmou nesta terça que enquanto a emissora não tem planos para prosseguir com Feud, American Crime Story já tem quatro projetos sendo discutidos. Ao falar com repórteres em Nova Iorque, Landraf disse estar interessado em evoluir com a franquia que já apresentou The People v. O.J. Simpson e The Assassination of Gianni Versace e conquistou 12 Emmys no total.

Ele admitiu ser bastante desafiador produzir uma série como essa visto que o mercado já tem bastantes séries focadas em contar crimes reais mas que também estão dispostos a serem ambiciosos a buscarem a melhor e mais clara história ao público sempre pensando em como o significado da história do crime pode se encaixar num contexto maior.

A série Feud estreou em 2017 como uma série antológica que focaria em brigas de famosos. A primeira temporada focou em Bette Davis e Joan Crawford, interpretado por Susan Sarandon e Jessica Lange respectivamente. A franquia foi indicada a inúmeras premiações e conseguiu levar 2 Emmys. Desde então, uma segunda temporada foi cogitada focando no Príncipe Charles e na Princesa Diana porém a produção não se concretizou e a ideia foi cancelada.

Ambas as séries foram criadas pelo escritor, diretor e produtor americano Ryan Murphy, bastante consagrado na TV por diversas séries de sucesso como Nip/Tuck, Glee e American Horror Story, além do filme The Normal Heart, produzido para a HBO e vencedor do Emmy de Melhor Filme para TV em 2014. No ano passado, Murphy foi contratado pela Netflix para produzir séries originais para plataforma. A primeira se chama The Politician e tem estreia marcada para 27 de setembro deste ano.